Segunda-feira
27 de Maio de 2019 - 
Silva & Sant Anna Soluções Profissionais para o seu Negócio
Eis que as coisas velhas já passaram, e tudo se fez novo. 2 Co 5:17

Controle de Processos

Por favor, entre com o seu usuario e senha

Noticias

Newsletter

Deixe seu email para enviarmos nossos informativos.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Fale Conosco

Rua Luiz Bianconi 92 
Jardim Carlos Cooper
CEP: 08664-250
Suzano / SP
+55 (11) 42920279

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,03 4,03
EURO 4,51 4,52
IENE 0,04 0,04

Acusado de sequestro e extorsão é condenado a 15 anos de prisão

Vítima foi abordada quando chegava em casa.     Réu acusado de roubo e extorsão mediante sequestro, praticado em companhia de quatro inpíduos não identificados, foi condenado por decisão da 15ª Vara Criminal Central. Segundo a denúncia, a vítima chegava em casa com seu carro, quando foi abordado pelos acusados, armados de revólver. Em sua decisão, a juíza Tatiana Franklin Regueira julgou a ação procedente para condenar o réu à pena de 15 anos e dez meses de reclusão, em regime inicial fechado.     Consta nos autos que após ser abordada, a vítima foi obrigada a ir para o banco de trás de um carro, que em seguida seguiu para local desconhecido. Quando o veículo parou o homem entregou seus cartões bancários e senha.     Durante aproximadamente duas horas permaneceu com a cabeça baixa, enquanto dois dos envolvidos saíram.  Algum tempo depois voltaram, tomaram a direção do veículo, colocaram-no dentro do porta-malas deixaram o local. Em seguida, rodaram por cerca de 20 minutos, pararam numa rua deserta e ordenaram que fosse embora com o carro. Posteriormente, a vítima constatou que foram roubados todos os bens que estavam no porta-malas e fizeram compras com cartão, causando prejuízo aproximado de R$ 2,5 mil.     Algum tempo depois o réu foi preso pela polícia, denunciado por outros três inpíduos pela prática de um sequestro semelhante. Chamado à delegacia, a vítima reconheceu o acusado.     Cabe recurso da decisão. O réu não poderá apelar em liberdade.     Processo nº 1501130-82.2019.8.26.0228            imprensatj@tjsp.jus.br
14/05/2019 (00:00)
Visitas no site:  56598
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia