Segunda-feira
23 de Setembro de 2019 - 
Silva & Sant Anna Soluções Profissionais para o seu Negócio
Eis que as coisas velhas já passaram, e tudo se fez novo. 2 Co 5:17

Controle de Processos

Por favor, entre com o seu usuario e senha

Newsletter

Deixe seu email para enviarmos nossos informativos.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Fale Conosco

Rua Luiz Bianconi 92 
Jardim Carlos Cooper
CEP: 08664-250
Suzano / SP
+55 (11) 42920279

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,17 4,17
EURO 4,59 4,59
IENE 0,04 0,04

Previsão do tempo

Hoje - Guarulhos, SP

Máx
14ºC
Min
12ºC
Possibilidade de Chu

Hoje - Campinas, SP

Máx
15ºC
Min
11ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Mogi das Cruzes...

Máx
16ºC
Min
11ºC
Possibilidade de Chu

Hoje - São Paulo, SP

Máx
16ºC
Min
12ºC
Possibilidade de Chu

Hoje - Suzano, SP

Máx
16ºC
Min
12ºC
Possibilidade de Chu

Judiciário participa de comemoração ao centenário do Departamento Jurídico XI de Agosto

Evento reuniu magistrados, professores e estudantes.   O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças, participou, na manhã de hoje (9), da abertura da exposição “100 Anos de Ensino e Ação Social”, em comemoração ao aniversário do Departamento Jurídico (DJ) XI de Agosto, da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. O evento, na Sala Visconde de São Leopoldo, sede da Faculdade de Direito, no edifício histórico do Largo de São Francisco, reuniu ministros, magistrados, advogados, professores, estudantes e convidados. Em comemoração ao centenário, a mesa de honra contou com depoimentos de célebres estagiários do DJ ao longo de sua história. Além do presidente da Corte paulista, fizeram parte da mesa, sob a presidência do diretor da Faculdade de Direito, Floriano Peixoto de Azevedo Marques Neto, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Dias Toffoli, o ministro do STF Alexandre de Moraes, o vice-reitor da USP, Antonio Carlos Hernandes, representando o reitor, Vahan Agopyan, a presidente da Comissão do Museu da Faculdade de Direito da USP, professora Ivette Senise Ferreira, o representante dos patrocinadores do DJ, Eduardo Salomão, da Levy & Salomão Advogados, e o presidente do DJ, João Francisco de Aguiar Coelho. Ao abrir os trabalhos, Floriano Peixoto de Azevedo Marques Neto lembrou a trajetória do DJ e seu trabalho junto ao Departamento. “Aprendi muito, descobri a dimensão da efetiva pobreza, e vivi experiências que marcaram a minha vida. Não seria quem sou hoje se não tivesse vivenciado três ricos anos, aplicando o Direito na prática, dentro do Departamento Jurídico XI de Agosto”, ressaltou. Ele destacou que essa é uma data marcante, prova viva de que a instituição está à frente do seu tempo. O ministro Dias Toffoli também relembrou seus tempos de estágio no DJ, contou algumas passagens de casos em que atuou e traçou um paralelo com a legislação atual. “O DJ tem uma grande importância para a formação do cidadão, além da formação do profissional do Direito; é uma escola de vida, de cidadania”, disse. E completou: ”Torcemos pela existência e manutenção do DJ mas, antes de tudo, vamos torcer para que tenhamos uma sociedade mais justa, que as desigualdades sociais se findem, e que não seja mais necessária essa assistência judiciária real, que ela passe a ser uma assistência judiciária simulada, na medida em que o País não necessite mais desse trabalho”, finalizou. Ao fazer uso da palavra, a professora Ivette Senise Ferreira, uma das organizadoras da exposição, falou da importância do papel da faculdade na formação de pessoas humanas, sejam juristas, professores ou advogados. Ela relembrou sua turma de 1957, o pioneirismo das mulheres, e seu trabalho voluntário na Penitenciária Feminina do Carandiru, à época, administrada por religiosas. “O DJ tem um notável valor como entidade, como protagonista de uma ação social muito importante que, aliada à preparação jurídica dos acadêmicos, tem que ser respeitada e realmente comemorada.” Em seu discurso, o presidente Pereira Calças ressaltou que “um século de história tem que ser comemorado na figura dos estagiários de ontem, de hoje e de sempre”. O presidente da Corte rememorou fatos marcantes de seus 44 anos na Magistratura e comentou sobre os dramas humanos encontrados na carreira. “O trabalho desenvolvido pelo DJ é fundamental e é sentido de forma mais concreta nas zonas mais carentes da cidade”, asseverou. O presidente, ainda, afirmou que o DJ XI de Agosto faz parte da história de São Paulo e da ação de cidadania da Faculdade de Direito da USP em prol dos mais carentes. “Quero cumprimentar, em nome Judiciário paulista, o trabalho magnífico, histórico e tradicional que esse departamento jurídico realiza pelos mais necessitados”, concluiu. Também fizeram uso da palavra para enaltecer o trabalho do Departamento Jurídico XI de Agosto, o vice-reitor da USP, Antonio Carlos Hernandes,  o atual presidente do DJ, João Francisco de Aguiar Coelho, e o representante dos patrocinadores do DJ, Eduardo Salomão. Ainda participaram da solenidade o ministro do STF Ricardo Lewandowski; o deputado federal Luiz Paulo Teixeira Ferreira; o juiz assessor da Presidência do TJSP Leandro Galluzzi dos Santos; os magistrados Nestor Duarte, José Mauricio Conti, Fábio Luís Bossler, Eduardo Calmon de Almeida Cézar e a esposa, Janine Paula Guimaraes Calmon Cezar; o professor e ex-diretor da São Francisco, José Rogério Cruz e Tucci; o professor e advogado Georghio Tomelin; e o presidente do Instituto dos Advogados de São Paulo (IASP), Renato de Mello Jorge Silveira; e advogado Luiz Flávio Borges D’Urso. imprensatj@tjsp.jus.br
09/09/2019 (00:00)
Visitas no site:  99961
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia