Terça-feira
15 de Outubro de 2019 - 
Silva & Sant Anna Soluções Profissionais para o seu Negócio
Eis que as coisas velhas já passaram, e tudo se fez novo. 2 Co 5:17

Controle de Processos

Por favor, entre com o seu usuario e senha

Newsletter

Deixe seu email para enviarmos nossos informativos.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Fale Conosco

Rua Luiz Bianconi 92 
Jardim Carlos Cooper
CEP: 08664-250
Suzano / SP
+55 (11) 42920279

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,13 4,13
EURO 4,55 4,55
IENE 0,04 0,04

Previsão do tempo

Hoje - Guarulhos, SP

Máx
25ºC
Min
18ºC
Chuva

Hoje - Campinas, SP

Máx
30ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Mogi das Cruzes...

Máx
25ºC
Min
18ºC
Chuva

Hoje - São Paulo, SP

Máx
26ºC
Min
19ºC
Chuva

Hoje - Suzano, SP

Máx
26ºC
Min
19ºC
Chuva

Júri em Jundiaí condena homem por morte de garçom após discussão

Funcionário teria servido pizza queimada.           Tribunal do Júri realizado ontem (19), na Comarca de Jundiaí, condenou réu acusado de matar uma pessoa e ferir outras cinco dentro de uma pizzaria na cidade. Pelo homicídio qualificado (motivo fútil e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima) e tentativas de homicídio, a pena final foi fixada em 18 anos de reclusão em regime inicial fechado.          Consta nos autos que o crime, cometido em junho de 2016, foi motivado por uma pizza que teria sido servida queimada. O réu, ao se dar conta do ocorrido, teria discutido com o garçom e o ameaçado, dizendo que iria voltar e que o incidente não seria esquecido. Uma hora depois, uma moto com duas pessoas a bordo passou atirando persas vezes em direção ao estabelecimento. Um dos tiros atingiu o tórax da vítima, que morreu. Outras cinco pessoas ficaram feridas em decorrência do ocorrido. Em 2017, o segundo suspeito de participar do crime se entregou à policia e confirmou que estava na garupa da moto, pilotada pelo réu.         De acordo com o juiz que presidiu o júri, Jefferson Barbin Torelli, o réu permanecerá preso e não poderá recorrer em liberdade, uma vez que persistem as causas e os motivos que inspiraram a decretação da prisão processual.           Processo nº 0010563-43.2016.8.26.0309                    imprensatj@tjsp.jus.br
20/09/2019 (00:00)
Visitas no site:  110372
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia