Segunda-feira
18 de Março de 2019 - 
Silva & Sant Anna Soluções Profissionais para o seu Negócio
Eis que as coisas velhas já passaram, e tudo se fez novo. 2 Co 5:17

Controle de Processos

Por favor, entre com o seu usuario e senha

Noticias

Newsletter

Deixe seu email para enviarmos nossos informativos.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Fale Conosco

Rua Luiz Bianconi 92 
Jardim Carlos Cooper
CEP: 08664-250
Suzano / SP
+55 (11) 42920279

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,83 3,83
EURO 4,34 4,34
IENE 0,03 0,03

Previsão do tempo

Hoje - Guarulhos, SP

Máx
30ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Campinas, SP

Máx
29ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Mogi das Cruzes...

Máx
30ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - São Paulo, SP

Máx
30ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Suzano, SP

Máx
30ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

NJ: Seminário no Rio de Janeiro debate transparência e combate à corrupção, em março*

Publicado em 13/03/2019O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Fundação Konrad Adenauer (KAS) realizam, nos dias 25 e 26 de março, no Rio de Janeiro, o Seminário Transparência e Combate à Corrupção. Diversas autoridades confirmaram presença na abertura, como o presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, o corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, e a diretora do Programa de Estado de Direito para a América Latina da KAS, Marie-Christine Fuchs.O evento, apoiado pelo Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (PJERJ), Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj) e Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj), será composto, no primeiro dia, por painéis que abordarão os impactos e a prevenção da corrupção e mecanismos de transparência, inclusive no financiamento eleitoral. Esses debates serão abertos ao público e ocorrerão no Museu do Amanhã a partir das 9h30. As inscrições podem ser feitas até o dia 21/3 aqui.Os ministros Dias Toffoli e Humberto Martins, juntamente com a Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, participam do primeiro painel, previsto para as 10h, que tratará dos Impactos da Corrupção no Brasil. O segundo painel discutirá Transparência e Prevenção da Corrupção, com participação dos ministros Luís Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Luiz Fux (STF) e o diretor da Transparência Internacional no Brasil, Bruno Brandão.No período da tarde o conselheiro do CNJ e ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Aloysio Correa da Veiga, coordena a mesa do painel Corrupção e Processo Sancionador. Participam do debate os ministros Alexandre Moraes (STF), Rogério Schietti (STJ), Bruno Dantas (TCU) e a sub-procuradora Geral da República, Mônica Nicida.Corrupção, Cooperação Internacional e Direitos Humanos – uma visão desde o Sistema Americano de Direitos Humanos será o tema da mesa coordenada pela ministra Maria Thereza Rocha de Assis (STJ) com a participação do secretário-executivo da Corte Interamericana de Direitos Humanos e palestrante internacional da KAS, Pablo Saavedra e o Procurador Geral da República, Vladimir Aras. Na sequência, o conselheiro do CNJ Fernando Matos coordena a mesa que discutirá Financiamento Eleitoral e Transparência. Integram a mesa o ministro Tarcísio Vieira (TSE) e o deputado federal Hugo Leal.O primeiro dia do seminário será encerrado pelo conselheiro do CNJ Arnaldo Hossepian, pelo ministro Antônio Saldanha (STJ) e pelo presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, desembargador Cláudio de Mello Tavares.No segundo dia, magistrados e membros do Ministério Público participarão de oficinas na sede da Emerj. Sob coordenação geral dos juízes auxiliares da Presidência do CNJ Richard Pae Kim e Carl Smith, as oficinas teórico-práticas serão ministradas por especialistas de órgãos atuantes na área e acadêmicos. São eles: a secretária Nacional de Justiça do Ministério da Justiça, Maria Hilda Marsiaj Pinto; o juiz auxiliar do ministro Roberto Barroso (STF) Marcelo Cavali; juiz instrutor do ministro Edson Fachin Paulo Marcos de Farias; juiz auxiliar do CNJ Rodrigo Capez; juíza Yedda Filizzola, titular do 4º Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (RJ); juíza Adriana Cruz, titular da 5ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro; Gustavo Badaró e Pierpaolo Bottini, professores da Universidade de São Paulo.As oficinas tratarão de temas como transparência, corrupção e sistema de Justiça. Ainda que para público restrito, é necessário confirmar presença por meio de inscrição aqui.Mais informações podem ser acessadas na página oficial do seminário, no portal do CNJ.*Agência CNJ de Notícias  Assuntos:CNJSeminários
13/03/2019 (00:00)
Visitas no site:  42867
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia