Segunda-feira
27 de Maio de 2019 - 
Silva & Sant Anna Soluções Profissionais para o seu Negócio
Eis que as coisas velhas já passaram, e tudo se fez novo. 2 Co 5:17

Controle de Processos

Por favor, entre com o seu usuario e senha

Noticias

Newsletter

Deixe seu email para enviarmos nossos informativos.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Fale Conosco

Rua Luiz Bianconi 92 
Jardim Carlos Cooper
CEP: 08664-250
Suzano / SP
+55 (11) 42920279

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,03 4,03
EURO 4,51 4,52
IENE 0,04 0,04

residente do TRF2 fala sobre “guerra assimétrica reversa” para oficiais da Força Aérea

Publicado em 09/05/2019O presidente do TRF2, desembargador federal Reis Frid, palestrou no dia 8 de maio, sobre o tema “guerra assimétrica reversa” para oficiais da Força Aérea Brasileira, na Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (Ecemar). A apresentação foi realizada na sede da instituição, na Zona Oeste carioca, e contou, também na plateia, com a participação dos graduandos da Universidade da Força Aérea (Unifa).  Desembargador Reis Frid fala sobre “guerra assimétrica reversa” para oficiais da Força Aérea na Ecemar Na ocasião, prestigiaram a apresentação do magistrado o comandante reitor da Unifa, major brigadeiro-do-ar José Isaias Augusto de Carvalho Neto, o vice-reitor acadêmico, brigadeiro intendente Tirre Freire, e o comandante da Ecemar, brigadeiro-do-ar Luís Renato de Freitas Pinto.Segundo explica Reis Frid, o conceito de guerra assimétrica reversa se aplica aos conflitos armados quando o lado que se destaca por sua superioridade militar e tecnológica se autolimita no uso do poder bélico, por respeito a tratados internacionais sobre uso da força e por questões humanitárias.Ao fim da sua exposição, o desembargador, que é professor honoris causa da Unifa, foi agraciado como uma homenagem dos alunos, representados pelo major-aviador Fábio Lourenço Carneiro da Costa. Ao receber o certificado, o palestrante falou sobre a importância da união institucional dos Poderes Judiciários dos países do continente americano, para o enfrentamento à corrupção: “Temos de lutar contra esse mal em âmbito hemisférico, para impedir a migração dos esquemas criminosos, sobretudo entre os Estados do Cone Sul. Precisamos, então, atuar por meio de tratados de cooperação para deter essa praga que consome as nações e financia as novas guerras e a criminalidade”, alertou. Assuntos:palestraPresidênciaTRF2
09/05/2019 (00:00)
Visitas no site:  56612
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia