Sábado
20 de Julho de 2019 - 
Silva & Sant Anna Soluções Profissionais para o seu Negócio
Eis que as coisas velhas já passaram, e tudo se fez novo. 2 Co 5:17

Controle de Processos

Por favor, entre com o seu usuario e senha

Newsletter

Deixe seu email para enviarmos nossos informativos.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Fale Conosco

Rua Luiz Bianconi 92 
Jardim Carlos Cooper
CEP: 08664-250
Suzano / SP
+55 (11) 42920279

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,74 3,74
EURO 4,20 4,20
IENE 0,03 0,03

Previsão do tempo

Hoje - Guarulhos, SP

Máx
22ºC
Min
9ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Campinas, SP

Máx
22ºC
Min
10ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Mogi das Cruzes...

Máx
22ºC
Min
9ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - São Paulo, SP

Máx
22ºC
Min
12ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Suzano, SP

Máx
22ºC
Min
12ºC
Parcialmente Nublado

RF2 conquista quarta posição, dentre 92 tribunais, no ranking de sustentabilidade

Publicado em 09/07/2019O Tribunal Regional Federal – 2ª Região (TRF2) acaba de conquistar a classificação de “Aprimorado” em gestão de recursos com impacto socioambiental, segundo estudo promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A informação foi pulgada no “VI Seminário de Planejamento Estratégico Sustentável do Poder Judiciário”, realizado em junho, na sede do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília.No encontro, foi pulgado o ranking de 92 tribunais brasileiros que figuraram no “3º Balanço Socioambiental do Poder Judiciário”, cumprindo diretriz estabelecida pelo CNJ. No relatório, o TRF2 ocupa o quarto lugar da lista, que conta com dezesseis itens de avaliação, incluindo consumo de energia elétrica e de água, destinação de resíduos, gastos com telefonia, limpeza e reformas e qualidade de vida no trabalho. Dentre os TRFs, a Corte sediada no Rio de Janeiro está em segundo lugar, atrás apenas do TRF4, do Rio Grande do Sul.A Resolução CNJ nº 201/2015 dispõe sobre a criação e competências das unidades ou núcleos socioambientais nos órgãos e conselhos do Poder Judiciário e a implantação do respectivo Plano de Logística Sustentável (PLS-PJ). A partir da publicação dessa Resolução, os tribunais passaram a acompanhar e informar ao CNJ o consumo e o gasto de alguns materiais e serviços comuns a todos.A gestão sustentável, no âmbito do TRF2, foi inaugurada em 2002, com um programa de coleta seletiva que tornou-se referência para outras instituições públicas sediadas na capital fluminense. Em fevereiro de 2009, o TRF2 criou a Seção de Gestão Socioambiental (Segesa, sucedida pela Cogesa), unidade administrativa responsável por propor políticas e promover ações de sustentabilidade, dando continuidade àquele trabalho iniciado por um pequeno grupo de servidores.Dentre as realizações do Tribunal nessa área, estão a manutenção do programa de coleta seletiva, a elaboração e aprovação do Plano de Logística Sustentável – PLSTRF2 e do Programa de Gerenciamento de Resíduos – PGRS.  VI Seminário de Planejamento Estratégico Sustentável do Poder Judiciário – Foto: Antônio Cruz / Agência Brasil Assuntos:CNJsustentabilidadeTRF2
09/07/2019 (00:00)
Visitas no site:  72506
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia