Sexta-feira
15 de Dezembro de 2017 - 
Silva & Sant Anna Soluções Profissionais para o seu Negócio
Eis que as coisas velhas já passaram, e tudo se fez novo. 2 Co 5:17

Controle de Processos

Por favor, entre com o seu usuario e senha

Noticias

Newsletter

Deixe seu email para enviarmos nossos informativos.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Fale Conosco

Rua Luiz Bianconi 92 
Jardim Carlos Cooper
CEP: 08664-250
Suzano / SP
+55 (11) 42920279

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,33 3,33
EURO 3,93 3,93
IENE 0,03 0,03

Previsão do tempo

Hoje - Guarulhos, SP

Máx
29ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Campinas, SP

Máx
29ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Mogi das Cruzes...

Máx
29ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - São Paulo, SP

Máx
31ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Suzano, SP

Máx
31ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

STJ e FGV apresentam Seminário Independência e Ativismo judicial com a presença do presidente do TRF2

Publicado em 04/12/2017 “A demora do Congresso Nacional em decidir determinados temas acaba nos estimulando a tomar decisões, e às vezes tomamos decisões equivocadas. Nós passamos a perder a sandália da humildade, a deixar de calçá-las, e aí nós temos problemas”. A afirmação foi feita pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Gilmar Mendes durante o seminário “Independência e Ativismo Judicial: Desafios Atuais”, que aconteceu nesta segunda-feira (4/12) no auditório externo do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O evento – que contou com a presença do presidente do TRF2, desembargador federal André Fontes – foi organizado pelo STJ em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV). “É dever do juiz resolver a lide com ou sem lei; com ou sem concordância do Executivo ou do Legislativo. A preocupação que deve existir, no entanto, penso eu, é de não transpassar as fronteiras que delimitam o espaço de cada poder, que deve ter assegurada sua independência para não abalar a harmonia entre eles e, por conseguinte, a estabilidade político-social”, disse a presidente do STJ, ministra Laurita Vaz, na cerimônia de abertura. “Estamos lidando aqui numa seara que precisa saber qual é o limite da atuação do Poder Judiciário, para que ele não fique aquém do direito, mas, principalmente, para que ele não fique aquém da justiça que é reclamada e que é o fundamento e a legitimidade do Poder Judiciário”, defendeu a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia. Também participaram da cerimônia de abertura o ministro do STJ Raul Araújo, corregedor-geral da Justiça Federal; o vice-procurador-geral da República, Luciano Maia; o presidente da OAB, Claudio Lamachia, e o diretor de mercado da FGV, Sidnei Gonzalez. A ministra Laurita Vaz, presidente do STJ, fala na abertura do seminário sobre ativismo judicial *Com informações do STJ
04/12/2017 (00:00)
Visitas no site:  14716
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia