Segunda-feira
23 de Setembro de 2019 - 
Silva & Sant Anna Soluções Profissionais para o seu Negócio
Eis que as coisas velhas já passaram, e tudo se fez novo. 2 Co 5:17

Controle de Processos

Por favor, entre com o seu usuario e senha

Newsletter

Deixe seu email para enviarmos nossos informativos.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Fale Conosco

Rua Luiz Bianconi 92 
Jardim Carlos Cooper
CEP: 08664-250
Suzano / SP
+55 (11) 42920279

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,17 4,17
EURO 4,59 4,59
IENE 0,04 0,04

Previsão do tempo

Hoje - Guarulhos, SP

Máx
14ºC
Min
12ºC
Possibilidade de Chu

Hoje - Campinas, SP

Máx
15ºC
Min
11ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Mogi das Cruzes...

Máx
16ºC
Min
11ºC
Possibilidade de Chu

Hoje - São Paulo, SP

Máx
16ºC
Min
12ºC
Possibilidade de Chu

Hoje - Suzano, SP

Máx
16ºC
Min
12ºC
Possibilidade de Chu

TJSP na Mídia: Especialistas abordam contrato de informática da Corte

Artigo analisa compras públicas, inovação e risco tecnológico.       O portal Jota, especializado em cobertura do Judiciário, publicou hoje (22) o artigo “Compras públicas para inovação e risco tecnológico”, do professor de Direito Econômico da Universidade de São Paulo (USP) Diogo R. Coutinho e da pesquisadora no Núcleo Jurídico do Observatório de Inovação e Competitividade (OIC) da USP Maria Carolina Foss. Os juristas abordam o tema sob a ótica da contratação pelo Tribunal de Justiça de São Paulo da empresa Microsoft para o desenvolvimento da Plataforma Digital Eletrônica, que foi suspensa pelo Conselho Nacional de Justiça.     Segundo os autores, as discussões e debates jurídicos ocasionados são de notável importância para o desenvolvimento das instituições públicas brasileiras.  Destacam que a compra estatal por encomenda tecnológica, como ocorreu, é difundida em muitos países, sendo instrumental para o desenvolvimento de tecnologias como o Global Position System (GPS) e a própria Internet. “O principal propósito do instrumento é articular o poder de compra estatal com a aquisição de produtos (ou a contratação de serviços) e soluções inovadoras”, destacaram. “Trata-se de uma perspectiva nova para o uso do poder de compra, ela própria em boa medida inovadora em termos de gestão e política públicas.”     “Por isso, o caso do TJSP será um importante precedente: se a contratação prosperar, a encomenda tecnológica poderá ganhar contornos mais nítidos e também mais transparência. Isso só ocorrerá, porém, se houver alguma convergência de interpretações e propósitos quanto à política de ciência, tecnologia e inovação e, em particular, quanto à encomenda tecnológica e seu requisito formal de existência de risco tecnológico. Se não prosperar, a depender do modo como isso ocorrer, poderemos estar fadados a abandonar a compra pública para inovação, uma valiosa ferramenta utilizada em todo o planeta, ou torná-la tragicamente natimorta”, concluíram.            imprensatj@tjsp.jus.br
22/05/2019 (00:00)
Visitas no site:  99950
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia