Domingo
20 de Junho de 2021 - 
Silva & Sant Anna Soluções Profissionais para o seu Negócio
Eis que as coisas velhas já passaram, e tudo se fez novo. 2 Co 5:17

Controle de Processos

Por favor, entre com o seu usuario e senha

Newsletter

Deixe seu email para enviarmos nossos informativos.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Fale Conosco

Rua Luiz Bianconi 92 
Jardim Carlos Cooper
CEP: 08664-250
Suzano / SP
+55 (11) 42920279

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,03 5,03
EURO 5,97 5,97
IENE 0,05 0,05

TJSP na Mídia: Telejornais mostram ações da Corte paulista no combate à violência infantil

Campanha “Não Se Cale!” é destaque. A atuação do Tribunal de Justiça de São Paulo no combate à violência infantil, especialmente por meio da campanha “Não Se Cale!”, foi destaque de telejornais da Rede Record na última semana. O programa Estúdio News, do canal Record News, abordou o tema da violência infantil em sua edição de 1º de maio. Já as edições de quinta-feira (6) do Jornal da Record e de sexta-feira (7) do programa Alerta Brasil veicularam reportagem sobre a violência contra crianças e adolescentes, com destaque ao projeto do TJSP. No programa Estúdio News, as questões se deram em torno das políticas públicas existentes, subnotificação de casos de violência infantil na pandemia, caminhos para proteção e prevenção de crimes e como romper o ciclo abusivo. A juíza auxiliar da Corregedoria Geral da Justiça, Mônica Gonzaga Arnoni, foi uma das entrevistadas, ao lado de Renata Waksman, coordenadora do Núcleo de Estudos de Violência contra Crianças e Adolescentes da Sociedade de Pediatria de São Paulo, e de Luciana Temer, diretora-presidente do Instituto Liberta. A magistrada falou da subnotificação de casos de violência infantil durante a pandemia, refletindo na diminuição do número de processos tratando do tema. “Comparando os dados de 2019 e 2020, tivemos uma queda de 40% no número de distribuição de processos, o que não significa que a violência não exista. Na verdade, os casos estão deixando de chegar aos canais de denúncia, especialmente ao Poder Judiciário”. Nesse cenário, a juíza apontou a campanha “Não Se Cale!” do TJSP, lançada no ano passado. “Estamos relançando com a novidade de ter uma conversa lúdica direta com as crianças, para que possam ficar atentas e reconhecer a violência sofrida e pedir ajuda.” A reportagem sobre violência contra crianças e adolescentes abordou a importância das escolas em identificar as vítimas e denunciar os casos às autoridades. Além disso, utilizou levantamento do TJSP sobre violência infantil e destacou o projeto “Não Se Cale!”. A matéria cita que cerca de 80% dos abusos e agressões cometidas contra crianças e adolescentes acontecem dentro de casa, mas que, na maioria dos casos, os registros são feitos graças a uma intervenção por parte de professores e diretores dentro da sala de aula. “Batemos muito na tecla de que, havendo uma suspeita, é preciso olhar, é preciso prestar atenção, oferecer uma escuta para essa criança e adolescente e notificar às autoridades”, afirmou a juíza idealizadora da campanha, Ana Carolina Della Latta Belmudes. O “Não Se Cale!” ganhou apoio voluntário de palhaços profissionais preparados para receber crianças que precisam participar de audiência e confirmar as agressões sofridas.   imprensatj@tjsp.jus.br   Siga o TJSP nas redes sociais: www.facebook.com/tjspoficial www.twitter.com/tjspoficial www.youtube.com/tjspoficial www.flickr.com/tjsp_oficial www.instagram.com/tjspoficial
10/05/2021 (00:00)
Visitas no site:  335948
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia