Sábado
20 de Julho de 2019 - 
Silva & Sant Anna Soluções Profissionais para o seu Negócio
Eis que as coisas velhas já passaram, e tudo se fez novo. 2 Co 5:17

Controle de Processos

Por favor, entre com o seu usuario e senha

Newsletter

Deixe seu email para enviarmos nossos informativos.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Fale Conosco

Rua Luiz Bianconi 92 
Jardim Carlos Cooper
CEP: 08664-250
Suzano / SP
+55 (11) 42920279

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,74 3,74
EURO 4,20 4,20
IENE 0,03 0,03

Previsão do tempo

Hoje - Guarulhos, SP

Máx
22ºC
Min
9ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Campinas, SP

Máx
22ºC
Min
10ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Mogi das Cruzes...

Máx
22ºC
Min
9ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - São Paulo, SP

Máx
22ºC
Min
12ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Suzano, SP

Máx
22ºC
Min
12ºC
Parcialmente Nublado

TJSP na Mídia: Vice-presidente da Corte concede entrevista ao ConJur

Mudanças e modernizações foram temas abordados.           O portal Consultor Jurídico (ConJur) publicou, no último domingo (7), entrevista com o vice-presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Artur Marques da Silva Filho. Destacando a informatização como um caminho sem volta e que trouxe benefícios aos jurisdicionados e magistrados, o magistrado discorreu, entre outros assuntos, sobre mudanças e modernizações na Corte bandeirante, a atual gestão e o orçamento do Tribunal. Leia a entrevista na íntegra.         “A informatização nessa última década trouxe ótimos benefícios para o jurisdicionado e permite que os julgadores sejam mais rápidos. É claro que ainda temos problemas relacionados ao sistema em si, mas o avanço já foi muito grande. Antes, se gastava milhões de reais com papel, uma fortuna. O nosso arquivo aqui do Ipiranga tinha 22 milhões de processos”, afirmou o vice-presidente.         Sobre os últimos dez anos, o desembargador avaliou avanços e um constante desenvolvimento. “No passado, havia quatro tribunais [além do TJ, os tribunais de alçada], cada um com um sistema de informática diferente, quatro bibliotecas, quatro orçamentos. Em 2004, com a Emenda 45, unificamos. Embora muitos critiquem, foi salutar, porque permitiu a unificação de todos os processos”, disse.                    imprensatj@tjsp.jus.br
10/07/2019 (00:00)
Visitas no site:  72517
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia