Terça-feira
15 de Outubro de 2019 - 
Silva & Sant Anna Soluções Profissionais para o seu Negócio
Eis que as coisas velhas já passaram, e tudo se fez novo. 2 Co 5:17

Controle de Processos

Por favor, entre com o seu usuario e senha

Newsletter

Deixe seu email para enviarmos nossos informativos.

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .
S&P 500 0,31% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Fale Conosco

Rua Luiz Bianconi 92 
Jardim Carlos Cooper
CEP: 08664-250
Suzano / SP
+55 (11) 42920279

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,13 4,13
EURO 4,55 4,55
IENE 0,04 0,04

Previsão do tempo

Hoje - Guarulhos, SP

Máx
25ºC
Min
18ºC
Chuva

Hoje - Campinas, SP

Máx
30ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva a

Hoje - Mogi das Cruzes...

Máx
25ºC
Min
18ºC
Chuva

Hoje - São Paulo, SP

Máx
26ºC
Min
19ºC
Chuva

Hoje - Suzano, SP

Máx
26ºC
Min
19ºC
Chuva

TRF2 autoriza viagem de ex-presidente Temer à Inglaterra para ministrar palestra

Publicado em 09/10/2019 A 1ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), por maioria, atendeu ao pedido de habeas corpus apresentado pelo ex-presidente Michel Temer autorizando-o a viajar à Inglaterra entre 13 e 18 de outubro. Temer foi convidado para ministrar palestra no próximo dia 15, na instituição de debates estudantis Oxford Union. Votaram pela aprovação da autorização de viagem, os desembargadores federais Ivan Athié e Paulo Espirito Santo, sendo vencido, no caso, o desembargador federal Abel Gomes. A autorização havia sido negada pelo Juízo da 7ª Vara Federal Criminal do Rio em 18 de setembro. A defesa recorreu ao TRF2 e o relator do caso no Tribunal, desembargador federal Ivan Athié, liminarmente, autorizou a ida à Inglaterra. De acordo com a decisão do colegiado do Tribunal, após o retorno da viagem, Michel Temer terá até cinco dias para devolver o passaporte, junto com os comprovantes de viagem aérea de ida e volta ao Brasil. Em maio deste ano, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu liminar para suspender a prisão preventiva do ex-presidente Michel Temer decretada, por maioria, pelo TRF2, ficando vencido na ocasião o desembargador federal Ivan Athié. Por unanimidade, o colegiado do STJ substituiu a prisão de Temer por medidas cautelares, dentre as quais, a proibição de ausentar-se do país sem autorização judicial e a entrega do passaporte. Temer é investigado no âmbito da Operação Descontaminação, que apura esquema de corrupção em contratos públicos no setor de energia. Também são apurados crimes como peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Em seu voto, o desembargador federal Ivan Athié entendeu que a determinação de Primeiro Grau que havia negado o pedido de Temer baseou-se na necessidade de manutenção da prisão preventiva que, no entanto, foi revogada pelo STJ. “Em vigente dispositivo constitucional de presunção de inocência, nestes termos, e considerando a relevância para o país, e sua história, o atendimento ao convite formulado ao paciente (Michel Temer) por entidade internacional, de relevante importância mundial, autorizo a viagem, no período de 13 a 18 de outubro do corrente ano, a fim de atender honroso convite formulado por Oxford Union”, explicou. Processo HC 20190000003565-8 Assuntos:1ª Turma EspecializadaDecisões ^
09/10/2019 (00:00)
Visitas no site:  110361
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia